Jurisdicionada à Sereníssima Grande Loja do Estado de São Paulo

Paramaçônicas - escudeiros


A Ordem dos Escudeiros é uma organização para crianças do sexo masculino que possui como propósito formar bons futuros jovens a sociedade. Embasada nos ensinamentos de SABEDORIA, VERDADE e JUSTIÇA, a Ordem transmite a seus membros valores e virtudes que são fundamentais na formação de futuros cidadãos de bom caráter na sociedade; acostumando os pequenos garotos desde cedo a lidarem com disciplina, exercitar a oratória em público, realizar trabalhos socioeducativos, além da importância de trabalhar em grupo.
A Távola Redonda refere-se à figura lendária do Rei Arthur, que traz consigo inúmeras histórias, onde os mais valorosos cavaleiros se reuniam em torno de uma mesa redonda reafirmando os sentimentos de igualdade, amizade e perfeição.
Todas as histórias além de seus ideiais são usados como método de aprendizagem e desenvolvimento dos escudeiros durantes as cerimônias.

HISTÓRIA DA ORDEM
No ano de 1995, três maçons se reuniram para projetar a fundação de uma ordem, em Vancouver. Tal Ordem não teria espaço para vaidades e jóias e seria inspirada nos princípios da Ordem fundada por Frank Sherman Land (Ordem DeMolay), porém para crianças.
Os nomes destes importantes homens são: Ralph Hooper, Lynn Taylor e Michael Senders. Foi decidida que seria uma Ordem voltada para crianças quando Michael se deparou com seu filho brincando com os DeMolays do Capítulo local. Após iniciadas as atividades da fundação, Senders convidou o Maçom Edgar Trefts para escrever o ritual da Ordem com seu auxílio.

VINDA PARA O BRASIL
Em meados do ano de 2002 o irmão Daniel Giotti de Paula, sênior DeMolay do Cap. Juiz de Fora nº 33, soube da existência da Ordem dos Escudeiros, através do site do Supremo Conselho Internacional.
Bastante entusiasmado com a possibilidade de fundar a Ordem dos Escudeiros no Brasil, o irmão Daniel Giotti começou a realizar os primeiros contatos e várias mensagens eletrônicas foram trocadas com o Tio Michael Senders discutindo-se acerca da Ordem dos Escudeiros. Foi assim que o irmão Daniel Giotti obteve o Ritual da Ordem dos Escudeiros.
O próximo passo importante foi a tradução do ritual realizada pelo irmão Daniel Giotti com a ajuda do irmão Luis Fernando Alves Marcelino, sênior DeMolay do Capítulo Juiz de Fora nº 33. Na ocasião os irmãos Daniel e Luis Fernando entraram em contato com o irmão Rogers Ferreira Pereira, Presidente do Colégio Alumni Juiz de Fora nº 01 e relataram o interesse em trazerem a Ordem para o Brasil. Ficou então resolvido que o Colégio DeMolay Alumni Juiz de Fora nº 01 tomaria as medidas administrativas cabíveis para a instalação de uma Távola na cidade de Juiz de Fora-MG.
A partir daquele momento os irmãos Daniel, Luis Fernando e Rogers começaram a estudar com afinco o ritual escudeiro. Vários ensaios foram realizados para adequação do ritual aos costumes brasileiros, tais como: reuniões restritas a Escudeiros, DeMolays e Maçons; utilização do termo “Tavola”; uso de um paramento (camisa social branca de mangas cumpridas, calça social preta e uma gravata azul cumprida com o emblema dos Escudeiros); jóias para os Oficiais e Nobre Cavaleiro; a eleição para o cargo de Nobre Cavaleiro, a ser ocupado por um Sênior DeMolay, ou quando não houver um disponível, por um DeMolay Ativo com mais de 18 anos, entre outras.
Terminados os acertos iniciais e após aprovação da decisão de Patrocínio do Capítulo Juiz de Fora nº 33, o Colégio DeMolay Alumni Juiz de Fora entrou em contato com o Tio Alberto Mansur, Grande Mestre Nacional, apresentando a tradução do ritual e todas as sugestões de adaptação do mesmo.
A idéia foi prontamente aprovada pelo Tio Alberto Mansur e através do Decreto número 009-2002/2005 foi instituída a Ordem dos Escudeiros da Távola Redonda no Brasil.
No dia 07 de dezembro de 2002, em Juiz de Fora, dezesseis garotos foram acolhidos no seio da Ordem dos Escudeiros da Távola Redonda, passando pela Cerimônia de Alistamento.
Escudeiros e DeMolays possuem contato frequente em suas atividades. E este laço contribui para um crescimento a base de informação, garantindo ainda mais, potencialidades físicas, intelectuais, sociais, afetivas e espirituais, como cidadãos responsáveis, participantes e úteis à comunidade, de forma autônoma e consciente.
Cada Távola é patrocinada por um Capítulo DeMolay.

O RITUAL, A SIMBOLOGIA E A FILOSOFIA DA ORDEM
O ritual é bem simples, para a compreensão dos meninos, mas de uma riqueza simbólica incrível. A Ordem dos Escudeiros possui três virtudes, simbolizadas em três baluartes: Os livros da Sabedoria, a Espada da Verdade e o Malhete da Justiça.
A Távola é um circulo dividido por duas linhas amarelas em quatro quadrantes. Uma linha se encontra na horizontal e outra na vertical, formando uma cruz. Na parte superior, no quadrante do lado esquerdo está o brasão da Ordem DeMolay, pois se não existisse a Ordem DeMolay, não existiria a Ordem dos Escudeiros. O brasão também relembra o patrocínio que os Capítulos DeMolays dão as Távolas.
No quadrante direito da parte superior fica o Malhete da Justiça. No quadrante esquerdo da parte inferior fica a Espada da Verdade e no quadrante direito da parte inferior ficam os Livros da Sabedoria.

COMPOSIÇÃO
Uma Távola é composta por:
Mestre Escudeiro
Primeiro Escudeiro
Segundo Escudeiro
Secretário
Tesoureiro
Mestre de cerimônias
Capelão
Organista
Sentinela
Cada Távola deve possuir um Conselho de Honra, sendo formado por dois tios maçons, um sendo Presidente do Conselho e outro sendo Consultor. Também fazem parte do grupo, o Nobre Cavaleiro, Mestre Conselheiro e demais interessados do Capítulo.

OBJETOS UTILIZADOS POR UMA TÁVOLA:
2 malhetes no posto do Mestre Escudeiro; Bandeira Nacional; 1 Espada; Livros Escolares; Bíblia Sagrada; Távola Redonda (Mesa Redonda), de cor azul royal, dividida em quatro linhas amarelas formando os quadrantes; Um logotipo bordado do Brasão DeMolay que deverá ficar no quadrante esquerdo, na parte superior da Távola; Colares de Oficiais e Nobre Cavaleiro; Estandarte da Távola.

NOBRE CAVALEIRO
O Nobre Cavaleiro é também uma peça fundamental nos trabalhos da Távola. Este DeMolay guiará as cerimônias ritualísticas, bem como, irá colaborar na organização e execução dos projetos e objetivos almejados em grupo. É indicado que o Nobre Cavaleiro seja um DeMolay mais velho.

COMO FUNDAR UMA TÁVOLA
A fundação deve ser aprovada em reunião DeMolay. A ata de aprovação deverá ser encaminhada, juntamente com o termo de patrocínio do Capítulo, para o e-mail: tavolas@demolaymg.com.br.
O Grande Capítulo de Minas Gerais, através da Secretaria de Távolas, irá analisar os documentos e em seguida, com o termo de aprovação do Grande Mestre Estadual, serão encaminhados ao Supremo Conselho da Ordem DeMolay para o Brasil - SCODB, para homologação e expedição da Carta Constitutiva autorizando a instalação da mesma.
Desde 2013, o Supremo Conselho da Ordem DeMolay para o Brasil presenteia a Távola que será fundada com um kit, composto de: 1 jogos de jóias com oito colares, 10 rituais da Távola dos Escudeiros, 1 Brasão bordado coroa da juventude e a 1 Bíblia edição DeMolay.
A instalação poderá ser realizada por uma Távola proveniente de outra cidade, ou até mesmo pelo Capítulo Patrocinador, devendo seguir a rigor as normas ritualísticas contidas no ritual.

DESPESAS DE UMA TÁVOLA
Não havendo nenhuma situação extraordinária, os gastos serão:
Confecção da Mesa Redonda que simboliza a Távola nas reuniões da Ordem.
Confecção do Estandarte da Távola.
Eventuais manutenções de materiais utilizados nas reuniões e/ou reposição dos itens existentes no kit que o SCODB fornece (os materiais com exceção do estandarte e mesa redonda são encontrados na Loja DeMolay - http://www.lojademolay.org.br/).
Possíveis viagens e/ou atividades internas que o Capítulo deseje fazer com a Távola. 

REUNIÕES
As cerimônias formais duram de 30 a 60 minutos e ocorrem uma vez por mês. É sugerido também, que sejam realizadas atividades extras, sendo um mecanismo motivador, além de obter um dinamismo e ludicidade entre seus membros.

TRAJE DO ESCUDEIRO
O Escudeiro deve estar vestido durante reunião formal com camisa social branca de manga longa, calça social preta, meias preta, sapato preto, cinto preto e gravata longa azul royal.