Jurisdicionada à Sereníssima Grande Loja do Estado de São Paulo

Paramaçônicas - estrelas do oriente


A ordem da Estrela do Oriente (Eastern star) é uma organização paramaçônica, fraternal onde fazem parte homens maçons e mulheres de bons princípios, com valores espirituais, mas não é uma religião, nem tão pouco uma sociedade feminista.

Tem como propósito através dos seus trabalhos ritualísticos, ressaltar valores morais, espirituais, edificar caráter, educar, fazer caridade e servir ao próximo.

Existem entre os seus membros um profundo elo fraternal, muito amor o que aproxima uns dos outros fazendo-os cada vez mais queridos entre si, sendo um privilégio poder servir seu próximo sempre que for preciso e possível.

Um dos grandes propósitos das Estrelas do Oriente é dar suporte a Ordem de Raibow Girls (Meninas do Arco-íris), preparando-as para uma vida de liderança dentro dos valores das Estrelas do Oriente.

A Ordem foi fundada em 1850 por Robert Morris que nasceu em Massachusetts, EE.UU. em agosto de 1818. Foi advogado e professor em várias Universidades, Mestre Maçom e Grão-Mestre do Estado de Kentucky.

A sociedade cresceu muito e hoje existem em vários países como: Estados Unidos, França, Inglaterra, Itália, Espanha, Alemanha, México, Panamá, Filipinas, Japão, Alasca, Porto Rico, Havaí, Austrália, Canadá e outros, com aproximadamente 1.200.000 membros.

Para ser uma Estrela do Oriente é preciso ser esposa ou viúva, filha, filha adotiva, mãe, madrasta, irmã, neta, avó, bisavó, sobrinha, nora, sogra, ou cunhada de Maçom regular.

É preciso ter no mínimo 18 anos de idade. Os principais requisitos para ser uma Estrela do Oriente são: acreditar em um ser supremo, ser pessoa de boa conduta moral, e ter consciência e irmandade para que a Ordem possa fluir com harmonia.

As reuniões são feitas em Templos Maçônicos ou salas capitulares.

Para formar um Capítulo é preciso 18 membros sendo 16 senhoras e 2 Mestres Maçons, com patrocínio de uma ou mais Lojas Maçônicas regulares.