Jurisdicionada à Sereníssima Grande Loja do Estado de São Paulo

Paramaçônicas - lowtons


Dá-se o nome de Lowton ao filho do Maçom (em alguns países a filha do Maçom também pode ser adotada como Lowton), com idade entre sete e quatorze anos, adotado por uma Loja Maçônica, a qual contrai para com ele a obrigação de servir-lhe de tutor e guia na vida social, de acordo com um ritual especial denominado "Adoção de Lowtons", impropriamente chamado "batismo". Em razão desse venerável empenho, as Lojas não devem conceder esta adoção senão com prudência. Ao Lowton, após a cerimônia de adoção, deverá ser entregue um diploma da Loja em que se declare que o mesmo foi adotado por ela, o qual deverá ser previamente registrado na Grande Loja.

Diploma
Poderá ser entregue, também, juntamente com o diploma, uma pequena medalha decorada com emblemas maçônicos, com o nome da Loja, bem como o nome do Lowton e a data de sua adoção.

Registro na Potência
Ao Lowton, após a cerimônia de adoção, deverá ser entregue um diploma da Loja em que se declare que o mesmo foi adotado por ela, o qual deverá ser previamente, registrado na Grande Loja. Poderá ser entregue, também, juntamente com o diploma, uma pequena medalha decorada com emblemas maçônicos, nome da Loja, bem como o nome do Lowton e a data de sua adoção.

Jovem Lobo
A denominação Lowton tem uma origem muito antiga e significa "jovem lobo", designação esta que se dava, entre os mistérios de Ísis, ao filho de um iniciado, que respondia por "chacal" ou "lobo", já que a máscara que um iniciado usava, mesmo em público, tinha a forma simbólica deste animal.

Proteção Maçônica
O Lowton, entre outras coisas, tem direito à assistência e proteção maçônicas e o de ser iniciado aos 18 anos, desde que o consinta o pai ou tutor, satisfeitas as condições exigidas pela legislação maçônica, dispensando, entre si, o tratamento de "Primos" e recebendo, por parte dos Maçons, o tratamento de "Sobrinhos". Os Maçons, por sua vez, recebem, por parte dos Lowtons, o tratamento de "Tios".

Oficinas de Lowtons
As Lojas Maçônicas reúnem seus Lowtons em Oficinas, por elas patrocinadas, com o objetivo de formar-lhes o caráter e a personalidade, encaminhando-os na senda das virtudes, da moral e dos bons costumes e preparando-os para, no futuro, tornarem-se Maçons, se este for o seu desejo. As supervisão e coordenação das atividades gerais de uma Oficina de Lowtons cabem a um Conselho Preceptor composto por, no mínimo, três Mestres Maçons nomeados pelo Venerável Mestre da Loja patrocinadora. Uma Oficina é dirigida pelos próprios Lowtons que a compõem, os quais tomam a denominação de Lowtons Condutores, dando-se ao local de suas reuniões o nome de Câmara. Para que as reuniões de uma Oficina possam ser realizadas é necessária à presença de pelo menos, sete Lowtons Condutores, assistidos por um Preceptor.

Ornamentação do Templo
Tanto na adoção quanto nas reuniões de uma Oficina, os Lowtons devem se revestir com roupa branca, uma vez que o branco é o símbolo da pureza do infante, que compete à Loja adotiva preservar, e a cor predominante na decoração do Templo Maçônico preparado para a Sessão de Adoção de Lowtons, o qual deve ter as paredes guarnecidas por um estofo branco, recamado de abelhas e ornado de folhagens e grinaldas de flores, símbolo da infância. O próprio Ritual de Adoção de Lowtons revela esse apelo à pureza: a água nas mãos, para que elas permaneçam puras; o sal na fronte, para inspirar idéias sãs e justas: o mel sobre os lábios, para que a boca só profira palavras meigas e doces; o vinho, símbolo da força vivificante, para inspirar o desejo do bem e da sabedoria; e o fogo, para purificar todo o seu ser.